Criando uma marca de sucesso somente com redes sociais

Um dos itens mais democráticos e versáteis da moda, as camisetas revelam estilo e personificam quem a usa.

Com a proposta de exaltar a cultura gaúcha, a marca Trapo Tri, por meio de sua loja virtual, investe em peças com apelo regional e na identificação com o povo do Rio Grande do Sul.

Criando uma marca

Criada há 5 anos na cidade de Novo Hamburgo, a Trapo Tri é um ótimo exemplo de como persistência pode superar pouco capital para iniciar um negócio no Brasil.

Voltada para um mercado gigante, que é a moda, mas em um nicho específico, que é a cultura do Rio Grande do Sul, os irmãos Luis e o Fausto alteraram suas vidas, para ingressar no mercado de varejo, em 2012.

“Crescemos com nossa mãe confeccionando roupas e como já tínhamos um know-how decidimos entrar de cabeça no negócio”, diz Fausto Schneider.

Com o slogan “Queremos que tu carregues o RS sempre perto de ti“, a empresa expandiu os limites estaduais e alcança atualmente, por meio do e-commerce, todo o território brasileiro.

“Muitos gaúchos que estão morando no exterior já conhecem a marca. Várias compras foram com parentes para países como Estados Unidos, Austrália, China e Nova Zelândia, além da Europa”, diz Luis Paulo Schneider Jr.

O alcance que as redes sociais proporcionam para as empresas hoje é algo a ser explorado pelos empreendedores.

Estampa "All I Need is a Chima"

Estampa “All I Need is a Chima” e um dos destaques da marca, referência de The Beatles e Chimarrão.

Exemplo de uso das rede sociais

A construção da marca foi 100% digital, apesar de inicialmente vender apenas camisetas que é um produto físico. Todas as vendas nos primeiros 3 anos foram através da loja virtual, impulsionados pelo perfil no Facebook e Instagram.

O investimento em publicidade começou pequeno e hoje já alcança cifras de milhares de reais acumulados nas plataformas de marketing digital.

“Não adianta montar a melhor loja virtual, escolher a melhor plataforma, se não aparecer para os clientes. Em um nicho tão disputado e com produto tão diferenciado, precisávamos aparecer via redes sociais, e assim escolhemos o Facebook para impulsionar a marca”, diz Fausto.

Hoje, após 5 anos de marca, a marca já conta com mais de 170 mil seguidores nas redes sociais e muitos planos para o mundo offline.

As plataformas sociais oferecem o alcance para todos os tipos de negócios, sejam eles a nível nacional ou mercado de bairro.

O que é a Trapo Tri?

Fabricadas em sua maioria com tecidos 100% algodão, as estampas da Trapo Tri brincam com a moda e fazem referência aos gaúchos.

Com mais de 100 modelos, a marca está ligada às tendências da atualidade ao mesmo tempo que valoriza a história do povo peleador com orgulho das tradições.

O grande diferencial da empresa é forte identificação com os fãs, que são mais de 170 mil conectados nas redes sociais.

Qual o perfil dos empreendedores?

Os dois irmãos, de áreas bem distantes, unem as forças para manter o crescimento da marca.

O mais velho, Luis Paulo Schneider Jr., graduado em Administração de Empresas na Universidade Feevale, aproveitou uma demissão em uma grande siderúrgica no Rio Grande do Sul, para definir que não seria mais funcionário.

Arriscou o valor da demissão para empreender e construir a marca, algo em torno de R$ 3.000,00.

Já o irmão mais novo, Fausto Schneider, apoiou o irmão na construção, com investimento de tempo na elaboração do marketing e TI da empresa.

Com gradução em Sistemas para Internet na Universidade Feevale, na época era sócio de uma agência digital, e até hoje trabalha com empreendedorismo digital.

A união das forças, com certeza, é um dos fatores para o sucesso da marca.

Crescimento para o mundo offline

Apesar de diversas empresas, cada vez mais migrarem os negócios para o mundo online, uma das metas da Trapo Tri é ir para o offline nos próximos anos.

Foto do Estande da Trapo Tri na Feira da Loucura por Sapatos.

Foto do Estande da Trapo Tri na Feira da Loucura por Sapatos.

Com elaboração de um projeto de franchising, a meta é atingir de 20 a 30 cidades no estado do Rio Grande do Sul, ainda sem prazo para acontecer, além da expansão de públicos para a loja online.

0 pessoas compartilharam esse conteúdo...

Comentários estão fechados.